Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2009

Pular eu vou ...

Não me importa o que aconteceu ontem.. Eu acordo assim..radiante..feliz..amada.. Não importam quantas setas vieram ao meu encontro ontem.. Eu acordo assim..sorridente.. aguardando o novo do hoje Se errei, se erro..oba ! To viva Mas se eu sou forte, maravilha ! Eu acordo assim ! Slogan em construção severa comigo mesma.. Seja ! Seja ! Seja ! Então só me basta ser.. Aquarela de cores na minha tela branca Música com acordes perfeitos Sabor de uma comida á fechar de olhos e de salivar a boca.. Visão no meio da escuridão.. Tremedeira no prazer.. Serei a complexidade de mim mesma E aceitarei a ambiguidade que há em mim.. Porque sou o que penso ser.. E serei o que menos penso que um dia alcançarei.. Esperança é meu solo em tênis de all star Nem sempre os uso..mas amo..vai entender ? nem tente.. E continuarei acordando todos os dias.. Lembrando que ganho um presente No simples abrir de olhos.. Se ontem os fechei...Problema do ontem.. .

Daqui de cima..

Vou contemplar daqui de cima da minha árvore particular Os lançamentos desse presente tão agraciado.. Ah ! Vou fazer sonhos em cima das tempestades E vou acariciar os ventos que ás vezes me soam com trovões.. Daqui de cima, eu vejo uma dimensão apurada..desenhada e tocável.. Vou contemplar um doce som da sua voz em meus ouvidos..a me chamar com amor.. Meu nome tem vertentes na minha caminhada.. Recebo os sonhos de liberdade que contemplo nos horizontes futuros..

Margarida ..

Eu empurro uma esperança.. com a força de uma margarida Ela é frágil, mas também tem o peso de uma flor.. flor não pesa..você que pensa..olhe uma..observe sua estrutura Ela tem o peso exato da beleza de um amor..de uma amizade Ela é a força que invade um coração..que acaricia uma alma.. . Eu empurro uma esperança maior que os olhos podem ver porque á minha vista, parece que o impossível me perseguiu.. E tenho colocado vestes de quem vai para uma guerra E que dela não quer sair perdedora.. Por isso eu estou assim.. Entre uma lágrima de força e uma lágrima de dor.. . Eu empurro uma margarida enorme Na verdade nem pra frente E nem pra trás Nem contra o vento..e nem á favor dele.. Eu apenas empurro para que fique no mesmo lugar vivo e intacto..como toda flor deve ser preservada em seu solo.. Eu choro a chuva do meu regador particular.. E tento extrair vida ao banhar em sentimentos.. Fique margarida..Fique.. (..)

Admirando...

Um tempinho atrás..indo de um blogue á outro, me encantei com as figuras ilustrativas, que a Karla Thayse, usa em seus blogues, mas não tive um tempo pra parar e prestar atenção em seus textos.. . Gosto de fazer assim...quando posso, gosto muito, pego e leio todos, porque tenho muito mais chances de conhecer até um pouco mais da escrita e da pessoa nos baús dos arquivos dos seus blogues, porque tem vezes que escrevemos iguais loucos, já tive tempos de muita necessidade, outros de menos tempo, outros de menos inspiração, e assim vai.. . Então, pegamos a época de certas emoções.. em momentos estamos mais amando que sonhando...outras vezes mais desabafando que imaginando..Em outras a poesia nos toma, em outros momentos somos tomados por ela..Eu gosto muito de fazer assim.., vejo uma imagem e dela tento dar vida no que posso em mim..
Algumas vezes a retrato sem ter vínculo, em outras, ela me lê, como as palavras. . Fantástico e de emocionar a simplicidade e ao mesmo tempo a riqueza, que brota do…

Verdades que curam..

Não digas onde acaba o dia. Onde começa a noite. Não fales palavras vãs. As palavras do mundo. Não digas onde começa a Terra, Onde termina o céu Não digas até onde és tu. Não digas desde onde és Deus. Não fales palavras vãs. Desfaze-te da vaidade triste de falar. Pensa, completamente silencioso, Até a glória de ficar silencioso, Sem pensar.
. Cecília Meireles . . Bom final de semana pra todos, bjs, Chris

Em frente..

Ando.. ..Devagar Porque.. já tive .. Pressa.. E nessa estrada de linhas tão traçadas Eu vejo meus pés na jornada de mim.. Tenho miragens com meus próprios sonhos E toco, aos dedos os algodões do céu.. No coração.. Tenho a imaginação que vaga em rumo aos montes E minha demarcação é severa por vez.. E leve por sorrir demais.. E por fontes que jorram dentro em mim Recebo refrigérios incomparáveis Para seguir do vale da decisão ao deserto do deserto aos oásis..os Jordões de palmeiras.. Vou fazer voar novamente meu vestido Numa seda que me entorpece em maciez.. Num sombreado de gozo e brisa que me induz..me conduz.. Brinco com minha realidade e a torno com gosto de café de manhãs.. descalça e bem conduzida, sei o meu rumo e meu alvo .. as sandálias são escapes nos momentos de solaria..solado e sol na tez.. Ventos que aprumam meus cabelos viajam na mente que os faço convite á morar.. Ando devagar.. porque já tive pressa .. amo esse pedaço de letra.. .bjs ..bjs..bjs.. ótima semana pra todos nós.. linda e cheia de sol na …

Voltei a te amar..

Asensação quando o amor renasce é de ouvir a música preferida depois de muito tempo.. A sensação de olhar dentro dos olhos seus e me ver neles ressurgindo, é de cantar sem a pressa que cabe a canção.. Como o amor voltou pra dentro de mim como num passe de mágica ? Não sei como foi.. mas me faz ser sinfonia contigo de novo..

Laços de fita na areia...Vai..

Sapatinhos delicados de fita nessa areia enterrados.. levemente colocados com uma ousadia que nem é tua.. Recebe o convite e toca o solo.. Desprende-se das cordas que te alcançavam no ar.. Sapatinhos delicados de fitas de alma, lacunas mentais fitas de limites, fitas de aparências.. Quer tão somente ser sapatinhos verdadeiros Sem com laços brancos enfeitar.. Essa areia que tu pisas entra neles.. faz bagunça com o pisar.. Notaste que ao adentrar a areia nos sapatinhos imediatamente os tira ? sim, inquieta tanto que os tira.. Então pisa com sua própria sola de pé e sente .. demarca o tamanho dos seus pés na areia que se forma E se encanta com essa naturalidade do pisar.. E quando aprendes a correr..vou te contar.. não fica pé inteiro na marca da areia. Fica a frente dos dedos marcadas, como marcas de saltos que é assim que se faz com a essência descoberta aquela que teve a liberdade de mostrar.. De ser tu mesma, sem maquiar, sem sorrir querendo chorar.. Sapatinhos enterrados nessa areia que se chama vida.. …

Não mais cordas..

Está sendo segurada por cordas invisíveis a olhos nús Será ? Não vejo mais assim..vejo diante dos meus olhos Tem rondado os ciclos intermináveis, seguidos e traiçoeiros Do vale da sombra da morte..mas... Tem sido segurado pelas cordas de um impossível que te tocou.. Até quando recusarás socorro humano ? Até quando receberá facadas imortais ? Até quando eu não sei.. Mas sei que há porta do sim.. Essas cordas estão com dobras firmadas numa promessa Tem a hora do puir..o material é corrosível..tem limites findos.. Você é morada adornada..sua música ta dentro, mesmo quando não tocas.. Ela desperta quando dedilha .. renasce o som desse adorno.. Está sendo segurada por cordas invisíveis .. Preciso e sinto que vou te puxar com mais força ta.. Eu tenho permissão para ouvir, sentir e até tocar..mesmo longe..e tão perto também.. E eu vou puxar com mais força ta..só preciso da sua permissão Estou ouvindo novas ondas de instruções..estou decodificando..estou recebendo manuais.. As cordas vão mudar de etapas.. E o…

Luz nos ossos e na alma..

Vou acender uma luz pra mim no dia de hoje irei me dar a oportunidade ao abrir as janelas para o sol novo entrar.. a poeira pede pra ser acelerada e fazer figuras na fina luz que entra pelas brechas.. vou abrir páginas que me provoquem luzeiros não deixar o mofo ser meu companheiro já sinto como que olhos de cegos, que não precisam ver, pra imaginar e crer que ali existam.. as borboletas chegando, os pássaros cantando novas canções.. o ar velho sendo substituído pelo novo.. . Tenho um dia fresquinho chegando dentro de mim, e sinto o perfume de mirras e azeite.. cheiro de novidade mesmo nas coisas que vejo diariamente.. e isso é vida..é olhar o outro e ver algo além, mesmo que nossos olhos só consigam ver o óbvio... ah ! preciso desse sexto sentido chamado invisível, daquele sentido, que se chama crer e acontece no momento que fecho os olhos.. ah ! maravilhosa é a visão que contemplo, do novo chegando em galopes, e nuvens sendo estirpadas para o meu novo sol brilhar.. se eu não chamar isso de conte…

Adolescente colorida..

Bonequinha de porcelana Cabelos brilhosos Maciez de purpurina Molde de sombras Pálpebras pesadas com glitter Maquiagem ficou diferente.. Parece algo circense Será a personagem do ser ? Quantas vezes por seus próprios meios.. Não te levaram a lugar algum.. . Bonequinha de luxo... Cabelos sedosos.. Sua beleza foi comprada por enxofre Anda com a força da veludez da melodia Que te chama de noite para a via.. Molde de cores exacerbadas Pálpebras de poucos sonos.. De muitos sonhos..talvez.. De ser aceita..invés.. Acorda bonequinha.. Essa história social é figurinha repetida.. .

Gostei...

Se você vive afirmando.. "Eu sou assim. Comigo é desse jeito", não se dá a oportunidade de mudar, de se abrir. . Denise Fraga (trecho do livro Homônimo)

Relógio caído..

Vou te apresentar o tempo contado nas mãos. Mira.. olha .. a areia cai.. ela não espera
O seu peso escoa pelo seu funil de horas.. apresento-te uma cúpula sem vento, a areia não foge
Ela é contada, milimetrada e sagaz.. dura e impenetrável.. imutável e pontual.. O limite do ponteiro..
Areia que em outros cantos fazem dunas, miragens de paisagens..
Areia que em outros cantos é relógio vivo e na viração dos dias, ela marca sem barulho..
É o algoz daqueles atos errôneos, daquele ir que tinha que ter ficado, daquele não que tinha que ser sim..
O Tempo ás vezes não perdoa e sua areia é implacável..

Tão pequeninos...Mandar ou não mandar pra escola hj ? Aff

Situação melindrosa essa de mandar ou não mandar as crianças essa semana pra escola. Nas escolas públicas somente no dia 10, devido á gripe.. E nas particulares, onde há grande interesse no tal chamado dia 05 de pagamento, fazem uma média com a situação, mas estipulam que devem ir somente na quarta ? que é dia de receberem, acho isso o cúmulo do absurdo..Por que não mandar as crianças hoje então ? Ou somente na segunda ? No meio termo é o óbvio do campo mercenário que as instituições, algumas mais que outras se tornaram ao longo do caminho educacional.. . Então ligo pra escola, pra saber, porque até então ninguém sabe de nada, e vem aquela mensagem da secretária que as aulas somente no tal dia 05. Que levem os filhos com o kit sobrevivência, com umas três toalhinhas, água na garrafa, copo novo, canetas novas !!! se bobear até filho novo pra mandar pra escola. E que lá, haverá uma equipe de plantão, aguardando o primeiro espirro dado, e as profissionais treinadas no álcool em gel (que fiqu…

Aliste-se (!)

To feliz pra lá de pampas, falta 1 horinha apenas, pra ida ao show do oficina g3 que amo muita coisa.. muita batera, muito rock bom, muita música linda ... Beijos queridos, não consegui visitar ninguém hj, fui usar um colírio que me dá sono nossa...fiquei trêbada sem álcool. Mas o efeito diazepan do colírio maluco passou.rs Agora, vou pular igual pipoca, se Deus quiser ! Beijos monte com carinhos... Chris

Invertido sono..

Era pra ser uma viagem apenas Um fechar de olhos no que se amavam.. Mas o céu se inverteu.. E sugado pela viagem, ele se foi A deixou ainda de cabeça pra baixo Olhando o chão sem achar o solo . Era pra ser uma viagem apenas E que não fosse tão estendida A ponto de perderem os rumos.. Mas o céu se inverteu.. Sozinha hoje, carrega as dores de sua presença ainda, vivo, ainda, vivo.. Ela não se sente sem ele..mas o céu já se inverteu.. .. Ela continua a dormir o mesmo sono.. Que um dia o levou a parar seu próprio relógio A dor que sente, é de uma dimensão infindável.. E lacrou a passagem que seu coração podería ter.. Os olhos e o mirar nunca vêem além Não se permite mais amar ..fechou a passagem Trancado o seu coração ficou por anos.. E hoje sussurra por vezes o que lateja.. Era pra ser uma viagem apenas No entanto..Permanente ficou o leme.. .