Pular para o conteúdo principal

Verdades que curam..

Não digas onde acaba o dia.
Onde começa a noite.
Não fales palavras vãs.
As palavras do mundo.
Não digas onde começa a Terra,
Onde termina o céu
Não digas até onde és tu.
Não digas desde onde és Deus.
Não fales palavras vãs.
Desfaze-te da vaidade triste de falar.
Pensa, completamente silencioso,
Até a glória de ficar silencioso,
Sem pensar.
.
Cecília Meireles
.
.
Bom final de semana pra todos,
bjs,
Chris

Comentários

Ricardo Calmon disse…
Bela poesia de Cecília transcrito,amei minina escriba caríssima nossa!Tentei me incluir como seguidor e não consegui,já sou?
Tudo de bom nesse fim de!

Viva a Vida!
Bzu!
Cecília é Cecília!!!!!

Bom Final de Semana pra ti

Beijosss
CM disse…
Ola!

Passa no meu blog, tenho lá um selo para ti!

Beijinhos =)
Linda!

Beijos tua alma..Tenha um lindo final de semana!
Paulo Tamburro disse…
Eu não diria, o silêncio porque a boca que se cala fala por todos os poros e trai-se pela ponta dos dedos.

O silêncio trai, mas o sussurro ao pé do ouvido, bem dentro da Trompa de Eustáquio com um quente vapor de boca nervosa, costuma agradar mais as mulheres.

Elas em geral se arrepiam e torcem o pescoço. Gostam.

Falar, só não é bom, quando a gente está comendo farofa, ou com a boca cheia de rabada, mocotó, ou ter acabado de enfiar na cavidade bucal, uma garfada imensa de talharim.

Minha singela CHRIS, aqui deste lado da poça, você sabe que os hábitos não mudam nada em relação a esta maravilhosa terra de Arariboia.

Apesar de que minha singela CHRIS, Oscar Wilde dizia que:

-"SE VOCÊ NÃO CONSEGUE ENTENDER MEU SILÊNCIO DE NADA ADIANTARÁ AS PALAVRAS, POIS É NO SILÊNCIO DAS MINHAS PALAVRAS QUE ESTÃO TODOS OS MEUS MAIORES SENTIMENTOS."

No entanto, carioca gosta de jogar conversa fora, e quando a interlocutora é gente finíssima com esta niteroiense, aí mesmo que a lingua destrava.

E você sabe CHRIS, carioca adora fazer gracinha, gesticular muito , falar alto, aquele taradão italiano, o Beslusconi deveria ter nascido aqui no Rio, não acha CHRIS?

Não é uma figuraça!

Mas, adorei esta poesia. Aliás vindo de você tô junto e misturado(rsrs).

Beijão.
Paulo Tamburro disse…
CHRISTI, perdão comi o TI, na postagem.

Foi a emoção do silêncio ou praga do maluco do Beslusconi (rsrs)

Estou desculpado, generosa e amiga CHRISTI?
Christi... disse…
Sim querido. rs
vc é sempre bem vindo com suas palavras que me matam de rir..
adoro-te carioca maluco
Alvaro Oliveira disse…
Olá Christi

Adorei esta linda poesia.

Tem selinho para si no meu blog,
aom cimo da barra lateral- BLOG
DE LUZ.

Bom fim de semana querida amiga

Beijinhos

Alvaro
Flor ♥ disse…
Oi, Christi!

Essa poesia vem mesmo a calhar no finalzinho da noite, depois de um dia tão cheio e corrido, refletir sobre o valor do silêncio é tudo de bom!

Beijos, querida, e um lindo final de semana!
Lindo poema, lindo blog! tá tudo muito lindo aqui! bjus**
Márcio Ahimsa disse…
...não se encubra com essa nudez de suas mentiras, nem seja leviano com suas verdades. Entregue-se a apenas ao silêncio de dizer tudo, simplesmente tudo, com a cumplicidade de um olhar.

Beijos, querida, bom fim de semana.
Marisete Zanon disse…
Lindo de Cecilia!
bjos
vida cotidiana disse…
Lindo texto, que bom gosto, excelente fim de semana para você. bjs
EDUARDO POISL disse…
FELICIDADE!

Quando o vento bater à sua porta,
Abra devagar,
Para deixa-lo entrar
Pense quanto de bom poderá receber,
Se estiver pronto para tal,
Mas as conquistas diárias
Estamos sempre apostando tudo
e a cada recomeço,
Percebemos, o quanto é gratificante,
Estar pôr perto de quem se gosta de verdade,
Sua simpatia,
Corresponde o momento de felicidade
e transborda de alegria
o coração de quem recebe.

(Roseli Alcântara)

Desejo toda a felicidade neste domingo.
Um grande abraço.
Tata disse…
É amiga.....

Arrasou na Cecília Meireles!!!

bjinhos

Postagens mais visitadas deste blog

Borboletas (Mário Quintana)

Borboletas
(Mário Quintana)

Quando depositamos muita confiança ou expectativas em uma pessoa, o risco de se decepcionar é grande.
As pessoas não estão neste mundo para satisfazer as nossas expectativas, assim como não estamos aqui, para satisfazer as dela.
Temos que nos bastar... nos bastar sempre, e quando procuramos estar com alguém, temos que nos conscientizar de que estamos juntos porque gostamos, porque queremos e nos sentimos bem, nunca por precisar de alguém.
As pessoas não se precisam, elas se completam... não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida.
Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com a outra pessoa, você precisa em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe também que aquela pessoa que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente, não é o homem ou a mulher de sua vida.
Você aprende a gostar de você, a cuidar de você, e principalmente a gostar de quem gosta de você.
O segredo é n…

Há para Todas as coisas, um Tempo determinado por Deus.

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu: . Há Tempo de nascer, e tempo de morrer; Tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou: . Tempo de matar, e tempo de curar: Tempo de derribar, e tempo de edificar: . Tempo de chorar, e tempo de rir: Tempo de prantear, e tempo de saltar: . Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras: Tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar: . Tempo de busca, e tempo de perder: Tempo de guardar, e tempo de deitar fora: . Tempo de rasgar, e tempo de coser: Tempo de estar calado, e tempo de falar: . Tempo de amar, e tempo de aborrecer: Tempo de guerra, e tempo de Paz. . Eclesiastes 3:1-8
Fotografia de Carol Silveiro http://www.flickr.com/photos/carolsilvestre/2943859815/

Troca-se pintinho por garrafa...rs

Retrospectivasdeinfância... . Era uma vez... Um carroceiro que passava gritando na rua: _ Trocam-se pintinhos por garrafa !!!! _Panela velha, ferro velho e garrafão. _Um garrafão vale 1 pintinho !!! . Quando ouvíamos isso, saíamos correndo gritando: _Mãe !!!! Me dá uma panela velha, um garrafão pra trocar pelo pintinho !!! Saíam as crianças todas da rua, cheias de panela, garrafas e ferro-velho para trocar pelos lindos pintinhos coloridos, de todas as cores e todos piando ao mesmo tempo, pra felicidade geral da criançada. . Eo carroceiro, muito malandramente, pegava uma quantidade que valeria no mínimo !!! uns 4 pintinhos, e na troca, só nos davam 1 ou no máximo 2 pintinhos. Mas, como éramos crianças, e não entendíamos de economia, um peso e duas medidas ou coisa do gênero.... Saíamos felizes da vida, uns com menos pintinhos, outros com uma caixa de papelão cheias deles, pra enlouquecerem as mamães. rsrs E as mães em pânico !!!! _Onde vamos botar tantos pintos ????? . Arrumávamos uma gaiola de passar…