Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2014

Minha plantação de rosas..

Vem logo saudade boa e chega pra ocupar o espaço que é só seu..
A alma fala mais alto que o corpo, que o desejo, que os sentidos..
Vem logo me dar a flor que ilumina o jardim que é só nosso..
Amanhã é um novo tempo..
Que espero desde o tempo que já era eterno...
Erros podem ser  freiados, mesmo quando causam febre no corpo
..quando já se errou e se sentiu o seu sabor antes..
Acertos podem ser  acelerados..quando o que temos é uma plantação de rosas..
E não de espinhos a colher..
Vem..

Eixos..

Um lote perto dos trilhos..
Ali bem onde se cruzam os caminhos dos trens desativados..
Preto no branco
Palavras que se esforçam pra se manterem em prumo..
Um trocadilho de nomes e pessoas..
Uma voz do outro lado da linha..
O trem ativa os eixos que ligam a turbina..
Mecãnica exata da partida do seu combustível
Ao longo..
A paisagem distrai a visão do condutor
O timbre..A risada..A tensão..
A bifurcação tem dois cursos..
A distração é concreta e como um muro.. divide universos..
O condutor quebra os protocolos, simula, induz, os trilhos estão á frente
Existe um caminho..Vou passar por ele..
Não dá ! vou fazer dar..
Multifacetado, duro e agradável caminho..
.
O trem para..
O olhar é fixo dentro do olhar
A sutileza desliza para um calar
O som da voz tremula a pele
que não se toca com facilidade..
Utópica situação entre uma linha, um espaço, uma casa, e dois condutores.
Não era um ?
Um outro trem vem na direção e muda as estimativas..
Não vem de qualquer maneira, vem devagar, vem como é.…