Pular para o conteúdo principal

Silêncio de borboleta..


Uma borboleta pousou em meus lábios
Me deu, em poder de asas, o silêncio ..
procurei dentro de mim, as palavras
elas receberam a ordem de não se aproximarem
tentei entender o mistério, já que sempre pensei que as palavras fossem fruto da liberdade de expressão
e que o sinal da borboleta era voar, transformar, livre em tudo..
olhava pra cima e avistava o lindo bater de suas asas e as cores ao meu redor
pensava estar em um sono, buscava sair do alfa, mas não me encontrava nele
Passei um dia inteiro com o tal do silêncio em meus lábios
as palavras nem se mexiam, aliás, senti letra a letra feliz me contemplando
eram sapecas as criaturas, deixem elas comigo, pensei..
Caminhando por situações onde eu precisava falar, tive que me controlar em calar-me
e por não muito ouvir o meu próprio som, eu chorava, tentando buscar nas lágrimas, uma amiga..
cheguei ao final do dia me sentindo uma fortaleza
minhas emoções estavam mais fortes e não tão em descontrole
soube ouvir até o que não queria ouvir
e mais..
tive que ouvir o que as palavras cochichavam ao meu coração
ele, o coração ..buscou forças na razão e achou melhor deixar amarrado a emoção, que louca berrava querendo o domínio..
dentro do silêncio que me foi concedido, eu descobri equilíbrio no que vem do peito
Olhei novamente para o alto, e a borboleta vagarosamente, sem pressa alguma de agitar o relógio
tocou novamente em meus lábios e eu pude falar..
as palavras foram aos poucos voltando pra mim..
e ao findar aquele dia, preferi permanecer com o ouvido da alma aguçado
sem ter pressa de entender mistérios e me permitir sentir além do véu
asas transformadoras no silêncio dos falantes ..

Comentários

Ana Lúcia Porto disse…
Oi Christi,

Belo discorrer sobre as palavras e o silêncio.

Bom final de semana,

Beijos, tenho um café para você...
Belle disse…
Lindo, lindo...

Borboletas são significados de metarmofose...Seja qual for nossa hora, ela sempre chega...
Apesar de um silêncio que por ora nos acomete... nossas mudanças já estão sendo feitas..mesmo que de forma imperceptível.

bjos
Olavo disse…
Perfeito...lindas palavras..
beijos
Caio Martins. disse…
Christi, diz o Efeito Borboleta que "uma borboleta bate asas na China e causa um furacão na América"... E você derruba as teorias com singela metáfora: uma borboleta pousa em seus lábios, e lhe presenteia o silêncio, o caminho da suavidade, da vida e da sabedoria.
Bravo! Parabéns!
Angélica Lins disse…
Eu sempre te aplaudo em pé.
BRAVÍSSIMO!!!

Beijos e meu carinho.
Hoje à partir das 18 hrs, meu blog está concorrendo mais uma votação da Copa Blog, conto com seu voto amiga.Essa votação termina dia 05/05 e, depois aguardar a semi- final.

Meu blog é:

http://anamgs.blogspot.com

O site para a votação é esse aqui:

http://dado.pag.zip.net/

Caso não consiga acessar por aqui, o link está no final do post atual meu.

Desde já fico-lhe grata.

Uma semana de muita luz.

beijooo.
Mari Amorim disse…
Olá!!
Hoje eles hão de consagrar
O dia inteiro pra se amar tanto
Ele, o artesão
Faz dentro dela a sua oficina
E ela, a tecelã
Vai fiar nas malhas do seu ventre
O homem de amanhã.
Chico Buarque
Excelente semana,boas energias!

Mari
Bendita borboleta esta^^

Estou precisando um par dessas, ando falando mais do que devo,

aprendemos mais no silêncio,
é sábio quem sabe calar no momento certo,
e a palavra certa dita na hora certa também tem o seu lugar,

lindo texto, sensível, como deve ser a sua alma..


Beijos, querida amiga!
Profissão Mãe.


Uma mulher chamada Ana foi renovar sua carteira de motorista.
Pediram-lhe para informar qual era sua profissão.
Ela hesitou, sem saber como se classificar.

"O que eu pergunto é se tem algum trabalho", insistiu o funcionário.
"Claro que tenho um trabalho" exclamou Ana. "Sou mãe!"

"Nós não consideramos mãe um trabalho. Vou colocar dona de casa", disse o funcionário friamente.

Não voltei a lembrar-me desta história até o dia em que me encontrei em situação idêntica. A pessoa que me atendeu era obviamente uma funcionária de carreira, segura, eficiente, dona de um título sonante.

"Qual é a sua ocupação?" perguntou.
Não sei o que me fez dizer isto. As palavras simplesmente saltaram-me da boca para fora: "Sou Doutora em Desenvolvimento Infantil e em Relações Humanas."

A funcionária fez uma pausa, a caneta de tinta permanente a apontar pra o ar, e olhou-me como quem diz que não ouviu bem.
Eu repeti pausadamente, enfatizando as palavras mais significativas.

Então reparei, maravilhada, como ela ia escrevendo, com tinta preta, no questionário oficial.

"Posso perguntar" disse-me ela com novo interesse "o que faz exatamente?"

Calmamente, sem qualquer traço de agitação na voz, ouvi-me responder: "Desenvolvo um programa de longo prazo (qualquer mãe faz isso), em laboratório e no campo experimental (normalmente eu teria dito dentro e fora de casa).
Sou responsável por uma equipe (minha família), e já recebi quatro projetos (todas meninas).
Trabalho em regime de dedicação exclusiva (alguma mulher discorda?).
O grau de exigência é a nível de 14 horas por dia (para não dizer 24)"

Houve um crescente tom de respeito na voz da funcionária, que acabou de preencher o formulário, se levantou, e pessoalmente abriu-me a porta.

Quando cheguei em casa, com o título da minha carreira erguido, fui recebida pela minha equipe: uma com 13 anos, outra com 7 e outra com

Do andar de cima, pude ouvir meu novo experimento - um bebê de seis meses - testando uma nova tonalidade de voz.
Senti-me triunfante!

Maternidade... que carreira gloriosa!

Assim, as avós deviam ser chamadas Doutora-Sênior em Desenvolvimento Infantil e em Relações Humanas, as bisavós Doutora-Executiva-Sênior em Desenvolvimento Infantil e em Relações Humanas e as tias Doutora-Assistente.

Uma homenagem carinhosa a todas as mulheres, mães, esposas, amigas, companheiras, Doutoras na Arte de Fazer a Vida Melhor!

(Marcelo Dias).

beijooo.

Postagens mais visitadas deste blog

Borboletas (Mário Quintana)

Borboletas
(Mário Quintana)
Quando depositamos muita confiança ou expectativas em uma pessoa, o risco de se decepcionar é grande.
As pessoas não estão neste mundo para satisfazer as nossas expectativas, assim como não estamos aqui, para satisfazer as dela.
Temos que nos bastar... nos bastar sempre, e quando procuramos estar com alguém, temos que nos conscientizar de que estamos juntos porque gostamos, porque queremos e nos sentimos bem, nunca por precisar de alguém.
As pessoas não se precisam, elas se completam... não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida.
Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com a outra pessoa, você precisa em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe também que aquela pessoa que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente, não é o homem ou a mulher de sua vida.
Você aprende a gostar de você, a cuidar de você, e principalmente a gostar de quem gosta de você.
O segredo é n…

Há para Todas as coisas, um Tempo determinado por Deus.

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu: . Há Tempo de nascer, e tempo de morrer; Tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou: . Tempo de matar, e tempo de curar: Tempo de derribar, e tempo de edificar: . Tempo de chorar, e tempo de rir: Tempo de prantear, e tempo de saltar: . Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras: Tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar: . Tempo de busca, e tempo de perder: Tempo de guardar, e tempo de deitar fora: . Tempo de rasgar, e tempo de coser: Tempo de estar calado, e tempo de falar: . Tempo de amar, e tempo de aborrecer: Tempo de guerra, e tempo de Paz. . Eclesiastes 3:1-8
Fotografia de Carol Silveiro http://www.flickr.com/photos/carolsilvestre/2943859815/

Troca-se pintinho por garrafa...rs

Retrospectivasdeinfância... . Era uma vez... Um carroceiro que passava gritando na rua: _ Trocam-se pintinhos por garrafa !!!! _Panela velha, ferro velho e garrafão. _Um garrafão vale 1 pintinho !!! . Quando ouvíamos isso, saíamos correndo gritando: _Mãe !!!! Me dá uma panela velha, um garrafão pra trocar pelo pintinho !!! Saíam as crianças todas da rua, cheias de panela, garrafas e ferro-velho para trocar pelos lindos pintinhos coloridos, de todas as cores e todos piando ao mesmo tempo, pra felicidade geral da criançada. . Eo carroceiro, muito malandramente, pegava uma quantidade que valeria no mínimo !!! uns 4 pintinhos, e na troca, só nos davam 1 ou no máximo 2 pintinhos. Mas, como éramos crianças, e não entendíamos de economia, um peso e duas medidas ou coisa do gênero.... Saíamos felizes da vida, uns com menos pintinhos, outros com uma caixa de papelão cheias deles, pra enlouquecerem as mamães. rsrs E as mães em pânico !!!! _Onde vamos botar tantos pintos ????? . Arrumávamos uma gaiola de passar…