Pular para o conteúdo principal

Áspero e macio..


Proteção
de um casulo rústico
odres novos para um tanto de pele
A soneca da alma
em meio aos tapetes humanos..
toques do áspero ao macio..
tecidos de pureza sem mácula..
Eis que avisto uma miragem
tocando a íris de meus olhos
não é vislumbre..é real a beleza que vejo..
no muito dos livros teóricos procurei
no muito de páginas me embaralhei
mas foi no sentir de borboleta
que voa sem querer prender-se ao medo de voar
que eu pude alcançar em meio as guerras
a Paz da proteção..
Cochilo de linhas..
Passadas de pés nos meus papiros
nenhuma traça é capaz de chegar ao que é vivo e latente..
joguei fora o mofo e o úmido..
o sol entrou e curou as partes danificadas..
endureceu o que era frágil
fortaleceu o papel de mim..
em meio ao algodão e a juta..
fiz o meado de um abrigo
ali..paradinha..esperando um novo amanhecer..

Comentários

Isa disse…
Terno o seu post!!
Gostei muito.
Beijo. isa.
Tatiana disse…
Christi a grandeza da sua alma é um encanto!

Um beijo muito carinhoso para você!
Fabi Paranhos disse…
Que gostoso de ler este teu escrito!

E a imagem mais linda e fofa ainda!
Beijo
Caio Martins disse…
Incomparável, Christi. Imagem e texto numa harmonia difícil de encontrar. Parabéns.
Qta ternura nesse texto e a imagem que vontade de dar um cheirinho.

beijooo.
HSLO disse…
Lindo demais..que imagem linda.


abraços


Hugo
Angélica Lins disse…
também "...joguei fora o mofo e o úmido..."

Tira-me o fôlego ler-te!
Tuas palavrs reverberam em minha alma por um longo espaço de tempo.


Incontáveis beijinhos ...
Alvaro Oliveira disse…
Amiga Chris

Apesar de não ter conseguido ler até final, achei muito bonito este poema.

Fica a marca de minha presença, há
tanto tempo em falta, mas sei que a minha amiga compreenderá.

Beijinhos

Alvaro
Georgia disse…
Christi, linda imagem

Boa semana
Oi filhinha!!!!
Vc é uma artista!!! Que palavras deliciosas de ler... inspiradoras.
Deus te deu um dom, uma capacidade incrível de expressar-se em palavras. Use mais, ouse mais.
Deus te abençoe. Te amo em Jesus, bjks!
Prª Andréa.
Sol Brito disse…
Lindo,lindo!!!

E a imagem muito bem escolhida!!!

Ótima semana!!
Helô Müller disse…
Como é bom ser acarinhada, né amiga?? Doces e lindas palavras!
Vc sempre demais!
Bj
Helô

Sumidinha dos meus aposentos! Tá de mal comigo?? rs
Ana Lúcia Porto disse…
Oi Chris,

Quanta delicadeza... Quanto zelo por entre asperezas e macies...
Como era de se esperar, lindo...!

Beijos e estou sentindo a sua falta...,
Ana Lúcia.
LLacerda disse…
tem selinho no meu blog pra ti.
A.S. disse…
Delicadeza, emoção, sensibilidade, ternura, vida... brotam das palavras do poema com harmonia, constituindo um trabalho poético de grande mérito!


Beijos
AL
Angélica Lins disse…
Amoooo vir aqui nesse teu cantinho de doçura... Amoooo suas visitas ao Vórtice!

Beijos e cheiros...

Postagens mais visitadas deste blog

Borboletas (Mário Quintana)

Borboletas
(Mário Quintana)
Quando depositamos muita confiança ou expectativas em uma pessoa, o risco de se decepcionar é grande.
As pessoas não estão neste mundo para satisfazer as nossas expectativas, assim como não estamos aqui, para satisfazer as dela.
Temos que nos bastar... nos bastar sempre, e quando procuramos estar com alguém, temos que nos conscientizar de que estamos juntos porque gostamos, porque queremos e nos sentimos bem, nunca por precisar de alguém.
As pessoas não se precisam, elas se completam... não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida.
Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com a outra pessoa, você precisa em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe também que aquela pessoa que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente, não é o homem ou a mulher de sua vida.
Você aprende a gostar de você, a cuidar de você, e principalmente a gostar de quem gosta de você.
O segredo é n…

Há para Todas as coisas, um Tempo determinado por Deus.

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu: . Há Tempo de nascer, e tempo de morrer; Tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou: . Tempo de matar, e tempo de curar: Tempo de derribar, e tempo de edificar: . Tempo de chorar, e tempo de rir: Tempo de prantear, e tempo de saltar: . Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras: Tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar: . Tempo de busca, e tempo de perder: Tempo de guardar, e tempo de deitar fora: . Tempo de rasgar, e tempo de coser: Tempo de estar calado, e tempo de falar: . Tempo de amar, e tempo de aborrecer: Tempo de guerra, e tempo de Paz. . Eclesiastes 3:1-8
Fotografia de Carol Silveiro http://www.flickr.com/photos/carolsilvestre/2943859815/

Troca-se pintinho por garrafa...rs

Retrospectivasdeinfância... . Era uma vez... Um carroceiro que passava gritando na rua: _ Trocam-se pintinhos por garrafa !!!! _Panela velha, ferro velho e garrafão. _Um garrafão vale 1 pintinho !!! . Quando ouvíamos isso, saíamos correndo gritando: _Mãe !!!! Me dá uma panela velha, um garrafão pra trocar pelo pintinho !!! Saíam as crianças todas da rua, cheias de panela, garrafas e ferro-velho para trocar pelos lindos pintinhos coloridos, de todas as cores e todos piando ao mesmo tempo, pra felicidade geral da criançada. . Eo carroceiro, muito malandramente, pegava uma quantidade que valeria no mínimo !!! uns 4 pintinhos, e na troca, só nos davam 1 ou no máximo 2 pintinhos. Mas, como éramos crianças, e não entendíamos de economia, um peso e duas medidas ou coisa do gênero.... Saíamos felizes da vida, uns com menos pintinhos, outros com uma caixa de papelão cheias deles, pra enlouquecerem as mamães. rsrs E as mães em pânico !!!! _Onde vamos botar tantos pintos ????? . Arrumávamos uma gaiola de passar…