Pular para o conteúdo principal

Guarda-roupa..


Por dentro do armário..
observo as fotos que já tirei..
as roupas que já vesti
e as que ainda me fazem pele..
.
Tempos..
Presente..Pretérito.Futuro..
Roupas de preconceito, se usa e se arrepende
Roupas de ingenuidade, se acorda pra tirar..
Roupas de vaidade, só se entende depois dos 30..
Roupas de impulsividade, perigosas colam na roupa
Roupas de intelectualidade, faz bem pra si, em demasia faz estragos..
.
Num ato desgovernado se veste tudo antes da festa
Num ato maduro, se sabe o que vai vestir, independente das escolhas..
Acabo entrando no guarda-roupa cansada
vou descalça mesmo com minha máquina de registro..
A festa é la a Senhora Vida
Minha máquina é la a Senhora memória..
A Senhora lembrança..
.
Em cada fase eu vesti uma roupa
Umas eu faço questão de lembrar, pra não usar de novo
E outras, eu faço questão de repetir em cada festa
Com novo som, com nova música, viver somente de outro jeito..
Porque a roda gira..e eu to dentro dela..
.
Todo armário é parecido
Tem pretinho básico e estampas multicoloridas
Todo armário é parecido
Nós que mudamos com ele..
Tem roupa errada que nem combina, isso também é parecido..
Nosso armário dentro ou fora é nossa história..

Comentários

Nosso armário dentro ou fora é nossa história,com certeza.

beijooo.
Que maravilha de texto!!!
Profundo!!
Bia Maia disse…
Nossa!

Quantas verdades...por ler tudo isto, tomei uma decisão:amanhã vou OLHAR DENTRO DOS OLHOS de meu armário...e vou fazer uma arrumação daquelas...

beijos amorosos!

Biazinha
Tata disse…
A roupa é um pouquinho do a gente é. Uma marca registrada só nossa! Como uma digital, o jeito que a gente veste um vestido, como se amarra um lenço, que se usa um acessório.
E pelo menos eu sou de lua.....tem dias rock and roll, dias hippie, dias fashions....e assim vai!

bjinhos lindaaaaaa!!!!!
Luciana disse…
Vixi,então a minha anda uma "Zona"rs
Vc conhece uma música da Ana Carolina(Avesso aos ponteiros)que fala assim:"Sempre chega a hora da solidão.Sempre chega a hora de arrumar o armário..."
Eu acho ela perfeita,pq pra mim arrumar o armário é um dia de pensar,de pesar(coisas que so doido(como eu entende))então eu amo essa canção.Se não conhece ouve e depois de diz o q acha.

Bjos minha linda.
Marcelo Novaes disse…
Chris,




Aprende-se com as más-caras (e com as boas também...). Personas, uniformes, personagens. O peso de cada um é reavaliado com o passar dos anos. Só nos programas de TV é que as pessoas dizem: "Não me arrependo de nada, só do que não fiz". Ok. Então, não aprenderam nada também.








Beijos,









Marcelo.
Caio Martins disse…
Cada um com seu armário, cada qual com seu baú... Terei, invariavelmente, que dar uma espiada na velha arca que carrego pelas décadas. Abração, e a vontade de sempre que tudo esteja melhor que bem contigo.

Postagens mais visitadas deste blog

Borboletas (Mário Quintana)

Borboletas
(Mário Quintana)
Quando depositamos muita confiança ou expectativas em uma pessoa, o risco de se decepcionar é grande.
As pessoas não estão neste mundo para satisfazer as nossas expectativas, assim como não estamos aqui, para satisfazer as dela.
Temos que nos bastar... nos bastar sempre, e quando procuramos estar com alguém, temos que nos conscientizar de que estamos juntos porque gostamos, porque queremos e nos sentimos bem, nunca por precisar de alguém.
As pessoas não se precisam, elas se completam... não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida.
Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com a outra pessoa, você precisa em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe também que aquela pessoa que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente, não é o homem ou a mulher de sua vida.
Você aprende a gostar de você, a cuidar de você, e principalmente a gostar de quem gosta de você.
O segredo é n…

Há para Todas as coisas, um Tempo determinado por Deus.

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu: . Há Tempo de nascer, e tempo de morrer; Tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou: . Tempo de matar, e tempo de curar: Tempo de derribar, e tempo de edificar: . Tempo de chorar, e tempo de rir: Tempo de prantear, e tempo de saltar: . Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras: Tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar: . Tempo de busca, e tempo de perder: Tempo de guardar, e tempo de deitar fora: . Tempo de rasgar, e tempo de coser: Tempo de estar calado, e tempo de falar: . Tempo de amar, e tempo de aborrecer: Tempo de guerra, e tempo de Paz. . Eclesiastes 3:1-8
Fotografia de Carol Silveiro http://www.flickr.com/photos/carolsilvestre/2943859815/

Troca-se pintinho por garrafa...rs

Retrospectivasdeinfância... . Era uma vez... Um carroceiro que passava gritando na rua: _ Trocam-se pintinhos por garrafa !!!! _Panela velha, ferro velho e garrafão. _Um garrafão vale 1 pintinho !!! . Quando ouvíamos isso, saíamos correndo gritando: _Mãe !!!! Me dá uma panela velha, um garrafão pra trocar pelo pintinho !!! Saíam as crianças todas da rua, cheias de panela, garrafas e ferro-velho para trocar pelos lindos pintinhos coloridos, de todas as cores e todos piando ao mesmo tempo, pra felicidade geral da criançada. . Eo carroceiro, muito malandramente, pegava uma quantidade que valeria no mínimo !!! uns 4 pintinhos, e na troca, só nos davam 1 ou no máximo 2 pintinhos. Mas, como éramos crianças, e não entendíamos de economia, um peso e duas medidas ou coisa do gênero.... Saíamos felizes da vida, uns com menos pintinhos, outros com uma caixa de papelão cheias deles, pra enlouquecerem as mamães. rsrs E as mães em pânico !!!! _Onde vamos botar tantos pintos ????? . Arrumávamos uma gaiola de passar…