Pular para o conteúdo principal

Boteco..


Pois esse é o querido Caio Martins, gostaria de recomendar seu blogue Rapadura de Cordel, está com uma postagem maravilhosa, chamada "Exílios".
Na blogosfera se encontra verdadeiras pérolas, eu Graças a Deus, tenho sorte de conhecer pessoas generosas, amigas e verdadeiras..
O Caio briga comigo, quando eu forço a vista e não uso o colírio, me chama de maluca, de "bichinho" rs..
Quando eu não estou aprontando, ele me chama de "lagartixa", como não gostar de uma amizade espontânea dessas ?
.
Ele garimpou um texto meu nos arquivos, e postou no Prosa e Verso de Boteco, uma postagem que fiz com o título Solte o meu hoje..
Gostaria de convidar a todos pra acompanharem a sua história, trajetória de vida em textos, como dar uma chegadinha no Boteco, que é como chamamos, é pra amigo, é pra chegar e ficar..
.
Bjs e uma semana linda pra todos..
.
Caio Martins.
Produtor gráfico e fotógrafo,
foi exilado político e jornalista em Berlim.
É colunista do portal político Vote Brasil,
colaborador do Jornal ABC Repórter
e presta assessoria parlamentar.

Comentários

HSLO disse…
Boa postagem....viu.]

Te desejo um ótimo final de semana.


abraços


Hugo
Ahhh minha lagartixa rsrsrs

Adoro esses apelidos, são os mais carinhosos.
Quanto a passar la no boteco, isso será um prazer, adoro botecos e vindo recomendado por vc deve ser 10 estrelas.


Bjos minha flor!!
Caio Martins disse…
Chris, Chris... Muito bom que tenhas voltado, e obrigado pela bela colher-de-chá ao Boteco. E ao editor rabugento e ranheta, mas que, feito paizão pata-choca, bota a meninada de "sangue bão" embaixo da asa.
Como diz Fernanda (visite-nos e vire a espelunca de cabeça para baixo), nos apegamos às pessoas e manifestamos carinho de várias formas, inclusive bronqueando quando não se cuidam.
Beijos, Lagartixa. Comporte-se!

Postagens mais visitadas deste blog

Borboletas (Mário Quintana)

Borboletas
(Mário Quintana)

Quando depositamos muita confiança ou expectativas em uma pessoa, o risco de se decepcionar é grande.
As pessoas não estão neste mundo para satisfazer as nossas expectativas, assim como não estamos aqui, para satisfazer as dela.
Temos que nos bastar... nos bastar sempre, e quando procuramos estar com alguém, temos que nos conscientizar de que estamos juntos porque gostamos, porque queremos e nos sentimos bem, nunca por precisar de alguém.
As pessoas não se precisam, elas se completam... não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida.
Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com a outra pessoa, você precisa em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe também que aquela pessoa que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente, não é o homem ou a mulher de sua vida.
Você aprende a gostar de você, a cuidar de você, e principalmente a gostar de quem gosta de você.
O segredo é n…

Há para Todas as coisas, um Tempo determinado por Deus.

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu: . Há Tempo de nascer, e tempo de morrer; Tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou: . Tempo de matar, e tempo de curar: Tempo de derribar, e tempo de edificar: . Tempo de chorar, e tempo de rir: Tempo de prantear, e tempo de saltar: . Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras: Tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar: . Tempo de busca, e tempo de perder: Tempo de guardar, e tempo de deitar fora: . Tempo de rasgar, e tempo de coser: Tempo de estar calado, e tempo de falar: . Tempo de amar, e tempo de aborrecer: Tempo de guerra, e tempo de Paz. . Eclesiastes 3:1-8
Fotografia de Carol Silveiro http://www.flickr.com/photos/carolsilvestre/2943859815/

Troca-se pintinho por garrafa...rs

Retrospectivasdeinfância... . Era uma vez... Um carroceiro que passava gritando na rua: _ Trocam-se pintinhos por garrafa !!!! _Panela velha, ferro velho e garrafão. _Um garrafão vale 1 pintinho !!! . Quando ouvíamos isso, saíamos correndo gritando: _Mãe !!!! Me dá uma panela velha, um garrafão pra trocar pelo pintinho !!! Saíam as crianças todas da rua, cheias de panela, garrafas e ferro-velho para trocar pelos lindos pintinhos coloridos, de todas as cores e todos piando ao mesmo tempo, pra felicidade geral da criançada. . Eo carroceiro, muito malandramente, pegava uma quantidade que valeria no mínimo !!! uns 4 pintinhos, e na troca, só nos davam 1 ou no máximo 2 pintinhos. Mas, como éramos crianças, e não entendíamos de economia, um peso e duas medidas ou coisa do gênero.... Saíamos felizes da vida, uns com menos pintinhos, outros com uma caixa de papelão cheias deles, pra enlouquecerem as mamães. rsrs E as mães em pânico !!!! _Onde vamos botar tantos pintos ????? . Arrumávamos uma gaiola de passar…