Pular para o conteúdo principal

"Amor de rosa replantada.."

Tenho amado além das nuvens..
quem ama mergulha do seu alto céu
e desce ao chão pelo outro..
quem ama prepara a terra, pra replantar a sua rosa..
toca nos espinhos e chora..
sente o próprio sangue de si e do outro que ama..
quem ama não alcança a palavra limite..
ela fica longe...longe..
alcança palavras que nunca as visitou antes..
renúncia..entrega..amor incondicional..
a dor sentida e o descanso que não vem, não é doído,
é suporte da armadura e não lhe é pesada,
os seus passos de encontro a Golias são diferentes..
tão sábios quanto Davi, ao escolher não usar aquelas armaduras pesadas
pra ir de encontro ao seu ofensor..
Porque entendeu que lhe sería pesado e não lhe seria de ajuda..
Entendeu que a maior armadura é a confiança
de que o amor tudo sofre..
tudo crê..
O Amor
Tudo suporta..

Comentários

*** Cris *** disse…
Oi,td bem?
Lindo post querida.Vim aqui te desejar um lindo fim de semana!
Bjs!
EDUARDO POISL disse…
"Que seja eterna a vitória dos seus dias,
mesmo quando eles lhe derem
a impressão de fracasso.
E nunca se esqueça que atrás das nuvens
sempre existirá sol."

(desconheço o autor)

Hoje passando para desejar um lindo final de semana com muito amor e carinho
Abraços do amigo Eduardo Poisl
Caio Martins disse…
Uma só palavra para "O Amor de rosa replantada": cumplicidade...

As rosas de meu jardim - igualmente ocorre com as do imprescindível Jorge Sader - têm um perfume diferente quando nos encontramos. Replantei várias, de um vermelho-sangue belíssimo, e já preparam, em segredo nos seus mistérios, os botões que no momento certo dirão aos passantes e aos amigos perfumes, formas e cores somente possíveis quando o amor assume o palco. Estas primeiras rosas da primavera, as dedido a você, são a sua carinha.

Beijos.
HSLO disse…
Lindo demais...viu,


abraços


Hugo
Sonia Schmorantz disse…
Que bonito tudo aqui, poema, imagem...
Beijo, ótimo domingo
Isa disse…
Lindo,lindo mesmo!
Obrigada pela tua querida visita.
A Maria está mto engraçada e ri, ri...Moderna,pois então!
Adorei as sandalitas.Quer estar sempre de pé e ver tudo o q a rodeia.
Beijo.
isa.
Dalva disse…
Sim, querida...

O amor tudo sofre... tudo crê... tudo suporta!

Boa semana, Christi!
Marisete Zanon disse…
lindo post...
esmaques

Marisete zanon
Luma disse…
Christi, só quem ama ou já amou para entender suas palavras.
Fiquei imaginando um anjo quando escreveu: tenho amado além das nuvens...mas daí percebi um olhar distante, de quem olha si mesmo lá embaixo, as renúncias, as dores, recompensas, batalhas de Davi e sim, quem ama confia! Essa armadura é pra toda vida! Se a confiança ir embora, o amor também vai embora!! Beius
Tatiana disse…
"quem ama mergulha do seu alto céu
e desce ao chão pelo outro..."
A mais pura verdade!
Suas palavras são pura fonte de sentimento.

Beijos para você linda Christi!
Helô Müller disse…
O amor vence por si mesmo...

Como sempre, puro sentimento tuas poesias, Christi! Sou tua fã, e creio que saibas disso, mesmo com o meu afastamento daqui por problemas "ainda" familiares!
Deixo um cadinho de carinho pra ti!
Helô
Paulo Tamburro disse…
Engraçado, este seu amor no final realçado e definido em vermelho , não me remeteu ao amor, homem/mulher.

E para vocês que me conhecem dos meus blogs, sabem que este é o amor que eu mais faço apologia, nas minhas mal traçadas linhas(nossa, coisa do século passado!).

Mas, sinceramente Christi, este seu amor do final, deste belíssimo texto, me levou na direção do amor de MÃE!

Sabe, Christi, homens e mulheres brincam de amor, embrulhando-o na farra gostosa, para dar-lhe maior civilidade, etc e tal...Tudo bem!

Mas o amor de mãe é algo, realmente transcendental, e confesso que já ví centenas de partos e, em nenhum deles deixei de me emocionar.

E aquele ser, tão pequeno e indefeso, que sai louco para sentir o calor da sua mãe, aqui fora,pelo resto da vida terá a seu lado uma guerrilheira talibã, na defesa da sua vida , do seu futuro, e do seu bem estar.

Aqui pra nós, o amor de mãe, verdadeiro, faz até chover!!!
Christi... disse…
E desse amor de mãe que retratava Paulo, amo sua sensibilidade

Postagens mais visitadas deste blog

Borboletas (Mário Quintana)

Borboletas
(Mário Quintana)
Quando depositamos muita confiança ou expectativas em uma pessoa, o risco de se decepcionar é grande.
As pessoas não estão neste mundo para satisfazer as nossas expectativas, assim como não estamos aqui, para satisfazer as dela.
Temos que nos bastar... nos bastar sempre, e quando procuramos estar com alguém, temos que nos conscientizar de que estamos juntos porque gostamos, porque queremos e nos sentimos bem, nunca por precisar de alguém.
As pessoas não se precisam, elas se completam... não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida.
Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com a outra pessoa, você precisa em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe também que aquela pessoa que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente, não é o homem ou a mulher de sua vida.
Você aprende a gostar de você, a cuidar de você, e principalmente a gostar de quem gosta de você.
O segredo é n…

Há para Todas as coisas, um Tempo determinado por Deus.

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu: . Há Tempo de nascer, e tempo de morrer; Tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou: . Tempo de matar, e tempo de curar: Tempo de derribar, e tempo de edificar: . Tempo de chorar, e tempo de rir: Tempo de prantear, e tempo de saltar: . Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras: Tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar: . Tempo de busca, e tempo de perder: Tempo de guardar, e tempo de deitar fora: . Tempo de rasgar, e tempo de coser: Tempo de estar calado, e tempo de falar: . Tempo de amar, e tempo de aborrecer: Tempo de guerra, e tempo de Paz. . Eclesiastes 3:1-8
Fotografia de Carol Silveiro http://www.flickr.com/photos/carolsilvestre/2943859815/

Troca-se pintinho por garrafa...rs

Retrospectivasdeinfância... . Era uma vez... Um carroceiro que passava gritando na rua: _ Trocam-se pintinhos por garrafa !!!! _Panela velha, ferro velho e garrafão. _Um garrafão vale 1 pintinho !!! . Quando ouvíamos isso, saíamos correndo gritando: _Mãe !!!! Me dá uma panela velha, um garrafão pra trocar pelo pintinho !!! Saíam as crianças todas da rua, cheias de panela, garrafas e ferro-velho para trocar pelos lindos pintinhos coloridos, de todas as cores e todos piando ao mesmo tempo, pra felicidade geral da criançada. . Eo carroceiro, muito malandramente, pegava uma quantidade que valeria no mínimo !!! uns 4 pintinhos, e na troca, só nos davam 1 ou no máximo 2 pintinhos. Mas, como éramos crianças, e não entendíamos de economia, um peso e duas medidas ou coisa do gênero.... Saíamos felizes da vida, uns com menos pintinhos, outros com uma caixa de papelão cheias deles, pra enlouquecerem as mamães. rsrs E as mães em pânico !!!! _Onde vamos botar tantos pintos ????? . Arrumávamos uma gaiola de passar…