Pular para o conteúdo principal

Instantes de espera...


Sente minha alma calma num beijo que te darei..
Sinto sua lágrima presa de desejo à me tocar..
Suor de chuva que pertence aos amados
Sente minha alma acariciando seu rosto
Sente..Eu toco leve..
Num mesmo acelerado coração
Nossos corpos anseiam por uma fusão..
Maquinada..Estratégias de bocas que se secam
De insanidade e lucidez que se cruzam..que se esbarram..
Quem disse que o amor é calmo ?
Quem disse que paixão é o termômetro da violência de viver ?
O Amor é acelerado...A Paixão é a fita .. é o laço..
Um presente ao coração..
A pele recebe o toque com olhos que se fecham..
Depurando a cada pulsar desejado
Quando se faz sem pressa e deixa acontecer..
Os encontros de duas almas que se esperam..
Que se fincam ? não..que se esperam..
Seja por um momento apenas..
Ou por um instante de encontro..
Mas que seja um abraço colado
E um beijo molhado
Sem que o relógio sinta que bateu os ponteiros
Quando os olhares se cruzarem..
e a química estabelecer o contato
A febre se fará em níveis de alucinações..
E eu saberei que valeu á pena tocar..

Comentários

Oi ...
Amanhã é dia do amigo. Pra comemorar eu preparei um selinho.
Está lá no meu blog só esperando por vc.

Bjos da Menina!
Alvaro Oliveira disse…
Amiga Christi

Muito lindo e sentimental este poema que adorei.

Querida amiga, foi bom saber da sua preocupação relativamente ao meu problema da vista. Mas estou
a aguardar ser chamado para a cirurgia. Estou com muita dificuldade em ler nos blogs e até
utilizar o teclado. Mas como posso
abandonar os amigos que tanto me acarinham? E se depois se esquecem de mim?(o que não acredito)
Se me sentir mesmo obrigado a parar
por algum tempo eu aviso os meus queridos amigos.

O meu obrigado minha amiga. Você não vai perder este amigo.

Um beijo com muito carinho

Alvaro
kisses and coffe disse…
Adorei o poema, e li outros posts seu, e gostei muito. Te linkei em meu blog.
Querida Princesinha Christi,
Saudades...

Adorei o poema, repleto de lirismo e sensibilidade, parabéns!
Suas postagens são sempre deslumbrantes!
Deus abençoe você e sua família.
Feliz dia do Amigo!
Beijos de paz.
Com carinho,
CelyLua, Amiga e fã do seu doce blog.

Muito obrigada!
Helô Müller disse…
Oh amiga!! Que entrega mais difícil de se dar... Mas como deve ser mágico este momento de total abandono e de permissão para ser refém de suas próprias emoções!
Não gostaria de morrer sem sentir isto pelo menos uma vez, e de preferência, que não fosse no suspiro da morte...( que em estado de consciência, acredito que assim ocorra!) Pode parecer meio mórbido, né?rs
Mas sinto assim ...
Adoro ler vc e não me perdôo quando acabamos esquecendo de comparecer em páginas importantes para nós ! Não sumamos uma da outra que será mais fácil nos lembrarmos! rs
Beijos e quanto a poesia, sem coments ...
Bjus
Helô
Christi,

É de deixar sem fôlego esta sua poesia,nestes versos que narram de forma intensa e eloquente o encontro de amores,o encontro 'de duas almas que se esperam'.E não há mesmo uma medida precisa de tempo para um encontro assim,a química dos beijos nega os ponteiros de todos os relógios.
Maravilhoso o seu poema que,mais que me tirar o fôlego,enterneceu-me a alma.

Que os seus dias sejam sempre lindos e iluminados.
Beijos com muito carinho.

PS:Ando sumido,curtindo férias.
Sandra disse…
TEM UM PRESENTINHO PARA VC. AMIGA EM CURIOSA. PASSE LÁ.
SANDRA
Mahria disse…
Coisa boa, paixão... Nem que "Seja por um momento apenas".


Bjinhos
Boa Semana!
Daiane disse…
Olá!
adorei o poema, muito legal mesmo.
beijo, feliz dia do amigo!
fica com DEUS!
É no photoshop que faço :D
Simplesmente belo!
Amo sua forma de escrever!

Christi...Hoje é um dia especial...
Apesar de nosso contato ser virtual
Sinto a sua amizade como real.
Receba um beijo carinhoso e o desejo de que a sua semana seja maravilhosa!
Sandra disse…
Vim agradecer a sua visita.
Feliz dia dos Amigos para vc.
Amiga.
Com muito carinho
Sandra
Patrícia disse…
Passando apenas para dizer FELIZ DIA DO AMIGO!!!
Beijão
Gilbamar disse…
Uma maravilhosa e encantadora viagem à sensualidade romântica. Belíssimo!

Poético abraço do amigo Gilbamar.
Tata disse…
OI,

MAIS UMA VEZ LINDO SEU TEXTO!!!

bjinhos

Postagens mais visitadas deste blog

Borboletas (Mário Quintana)

Borboletas
(Mário Quintana)
Quando depositamos muita confiança ou expectativas em uma pessoa, o risco de se decepcionar é grande.
As pessoas não estão neste mundo para satisfazer as nossas expectativas, assim como não estamos aqui, para satisfazer as dela.
Temos que nos bastar... nos bastar sempre, e quando procuramos estar com alguém, temos que nos conscientizar de que estamos juntos porque gostamos, porque queremos e nos sentimos bem, nunca por precisar de alguém.
As pessoas não se precisam, elas se completam... não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida.
Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com a outra pessoa, você precisa em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe também que aquela pessoa que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente, não é o homem ou a mulher de sua vida.
Você aprende a gostar de você, a cuidar de você, e principalmente a gostar de quem gosta de você.
O segredo é n…

Há para Todas as coisas, um Tempo determinado por Deus.

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu: . Há Tempo de nascer, e tempo de morrer; Tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou: . Tempo de matar, e tempo de curar: Tempo de derribar, e tempo de edificar: . Tempo de chorar, e tempo de rir: Tempo de prantear, e tempo de saltar: . Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras: Tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar: . Tempo de busca, e tempo de perder: Tempo de guardar, e tempo de deitar fora: . Tempo de rasgar, e tempo de coser: Tempo de estar calado, e tempo de falar: . Tempo de amar, e tempo de aborrecer: Tempo de guerra, e tempo de Paz. . Eclesiastes 3:1-8
Fotografia de Carol Silveiro http://www.flickr.com/photos/carolsilvestre/2943859815/

Troca-se pintinho por garrafa...rs

Retrospectivasdeinfância... . Era uma vez... Um carroceiro que passava gritando na rua: _ Trocam-se pintinhos por garrafa !!!! _Panela velha, ferro velho e garrafão. _Um garrafão vale 1 pintinho !!! . Quando ouvíamos isso, saíamos correndo gritando: _Mãe !!!! Me dá uma panela velha, um garrafão pra trocar pelo pintinho !!! Saíam as crianças todas da rua, cheias de panela, garrafas e ferro-velho para trocar pelos lindos pintinhos coloridos, de todas as cores e todos piando ao mesmo tempo, pra felicidade geral da criançada. . Eo carroceiro, muito malandramente, pegava uma quantidade que valeria no mínimo !!! uns 4 pintinhos, e na troca, só nos davam 1 ou no máximo 2 pintinhos. Mas, como éramos crianças, e não entendíamos de economia, um peso e duas medidas ou coisa do gênero.... Saíamos felizes da vida, uns com menos pintinhos, outros com uma caixa de papelão cheias deles, pra enlouquecerem as mamães. rsrs E as mães em pânico !!!! _Onde vamos botar tantos pintos ????? . Arrumávamos uma gaiola de passar…