Pular para o conteúdo principal

Entre rugas e estações...


Mãos que carregam lembranças
Fotos que marcam saudades
Cartas relidas em meio ás lágrimas e sorrisos resgatados
Assim... um homem que carrega a si mesmo
Numa palma de mão que Deus lhe deu..
Sua roupa é cenário do passado
E vive no imaginário.. ainda o que viveu outrora
Seu rosto caído, tipo encontrado em praças
Homens solitários que convivem com si mesmos
O semblante é fruto de permanente olhar distante
Fixo em um ponto de observação..Vê o presente passar
Desliza os seus dias no passado que estacionou
Virou fantasma em meio aos seus que se foram..
Triste sem lembrar como usar os músculos da face
Reinaugurando os mecanismos do sorriso..
Pende a cabeça num encontro das rugas com as lágrimas
Mora dentro do que carrega
No bolso do uniforme que estacionou seu ser..

Comentários

Isa disse…
Aqueles k me tocam o coração!
Quantas alegrias terão tido durante esta Caminhada?!
Beijo.
isa.
Alvaro Oliveira disse…
Amiga Christi

Entro neste "Entre rugas e estações" e o que vejo?
A descrição perfeita do meu próprio
perfil. tem beleza e sentimento
(a escrita na sua forma).
Quando pela mão da poetisa a que me habituei ler, não se pode querer mais, nem exigir mais do seu talento.

Amiga querida, obrigado por tão lindas palavras que acabou de me deixar. só de uma verdadeira amiga.
Hoje fui falar com o nar, mas ele
mão estava muito do lado de dizer-me algo e ficou a ouvir-me. Saíu um poema que no fin al só causou mais dor dom que a que já tinha.
Mas vamos continuando, até que o
coração se acalme.

Te desejo uma bela semana.
Desculpa todos estes lamentos, amiga.

Um Beijo com muito carinho

Alvaro
Ernani Netto disse…
Lindo texto!

As rugas são a comprovação de que existe experiência naquele rosto@

Bjaum
R.Vinicius disse…
São anónimos na multidão, passantes na caminhada.

Abraço,

R.Vinicius
Gilmara. disse…
Oi Christi,
marcante esse texto...

Uma boa semana a vc!
Estou seguindo o blog!
Abraços,

Gil :)
Colibri disse…
Olá,

Excelentes palavras, belíssimamente conjugadas que retratam o espírito de quem muito deixou para trás...

São palavras que nos fazem pensar se será este o destino que é oferecido a cada um de nós um dia, ou se poderemos assumir, uma outra atitude bem mais vitoriosa, cheia de satisfação por uma missão cumprida e com o sentido de que valeu a pena o que contribuímos para a posteridade que nos segue...

Na verdade, dependerá das decisões que tomarmos hoje...

Beijinhos

Colibri
--
Se você suporta emoções fortes, ouça o testemunho de vida deste homem que, no passado, cometeu todo o tipo de crimes e barbaridades e, hoje, é um ungido de Deus, devido à sua extraordinária transformação por Jesus Cristo. Segure-se bem e ouça... Depois não diga que não avisei… :-)

Testemunho fortísssimo do Ex-Bruxo Tio Chico...
Muito lindo como sempre Menina! =)

Obs: Te deixei um Selo de presente lá no meu Blog.

Bjão.

Postagens mais visitadas deste blog

Borboletas (Mário Quintana)

Borboletas
(Mário Quintana)
Quando depositamos muita confiança ou expectativas em uma pessoa, o risco de se decepcionar é grande.
As pessoas não estão neste mundo para satisfazer as nossas expectativas, assim como não estamos aqui, para satisfazer as dela.
Temos que nos bastar... nos bastar sempre, e quando procuramos estar com alguém, temos que nos conscientizar de que estamos juntos porque gostamos, porque queremos e nos sentimos bem, nunca por precisar de alguém.
As pessoas não se precisam, elas se completam... não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida.
Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com a outra pessoa, você precisa em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe também que aquela pessoa que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente, não é o homem ou a mulher de sua vida.
Você aprende a gostar de você, a cuidar de você, e principalmente a gostar de quem gosta de você.
O segredo é n…

Há para Todas as coisas, um Tempo determinado por Deus.

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu: . Há Tempo de nascer, e tempo de morrer; Tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou: . Tempo de matar, e tempo de curar: Tempo de derribar, e tempo de edificar: . Tempo de chorar, e tempo de rir: Tempo de prantear, e tempo de saltar: . Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras: Tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar: . Tempo de busca, e tempo de perder: Tempo de guardar, e tempo de deitar fora: . Tempo de rasgar, e tempo de coser: Tempo de estar calado, e tempo de falar: . Tempo de amar, e tempo de aborrecer: Tempo de guerra, e tempo de Paz. . Eclesiastes 3:1-8
Fotografia de Carol Silveiro http://www.flickr.com/photos/carolsilvestre/2943859815/

Troca-se pintinho por garrafa...rs

Retrospectivasdeinfância... . Era uma vez... Um carroceiro que passava gritando na rua: _ Trocam-se pintinhos por garrafa !!!! _Panela velha, ferro velho e garrafão. _Um garrafão vale 1 pintinho !!! . Quando ouvíamos isso, saíamos correndo gritando: _Mãe !!!! Me dá uma panela velha, um garrafão pra trocar pelo pintinho !!! Saíam as crianças todas da rua, cheias de panela, garrafas e ferro-velho para trocar pelos lindos pintinhos coloridos, de todas as cores e todos piando ao mesmo tempo, pra felicidade geral da criançada. . Eo carroceiro, muito malandramente, pegava uma quantidade que valeria no mínimo !!! uns 4 pintinhos, e na troca, só nos davam 1 ou no máximo 2 pintinhos. Mas, como éramos crianças, e não entendíamos de economia, um peso e duas medidas ou coisa do gênero.... Saíamos felizes da vida, uns com menos pintinhos, outros com uma caixa de papelão cheias deles, pra enlouquecerem as mamães. rsrs E as mães em pânico !!!! _Onde vamos botar tantos pintos ????? . Arrumávamos uma gaiola de passar…