Pular para o conteúdo principal

Constante..

A textura do tempo no rosto invade por ventos
e dentro sente-se o aroma dos pensamentos
adentro...lento...
A Prática de sentir é um experimento
Pra não dizer um constante questionamento
vivo
de todas as heranças de sentidos que temos
Vivendo ou desejando, sonhando ou lastimando
A prática é constante...
.

Comentários

Isa disse…
Sim...é constante!
Ainda bem,minha "neta" querida!
Quem me dera poder conversar mais,
fazer comidinha gostoso como faço
para o Sebastião?!!!!!!!!!
Quem sabe,um dia???
Beijo.
isa.
Alvaro Oliveira disse…
Amiga Christi

É realmente constante
a textura do tempo no rosto.
Adorei, amiga

Um beijo para ti

Alvaro
Talita Prates disse…
Belo texto!
Paz! :)
R.Vinicius disse…
Constante também é o efeito que causa lê-la. Um efeito de deslumbramento.

Abraço,

R.Vinicius
Sonia Schmorantz disse…
"Conte a sua história ao vento,
Cante aos mares para os muitos marujos;
cujos olhos são faróis sujos e sem brilho.
Escreva no asfalto com sangue,
Grite bem alto a sua história antes que ela seja varrida na manhã seguinte pelos garis.
Abra seu peito em direção dos canhões,
Suba nos tanques de Pequim,
Derrube os muros de Berlim,
Destrua as catedrais de Paris.
Defenda a sua palavra,
A vida não vale nada se você não
viver uma boa história pra contar."
(Pedro Bial)

Na impossibilidade de entrar em detalhes, como eu gostaria imensamente como todos amigos que tenho, venho trazer um pouco de poesia e desejar que seu domingo, sua nova semana seja de mil cores, que tenhas muitas alegrias!

Um abraço

Sônia
Sorri quando a dor te torturar
E a saudade atormentar
Os teus dias tristonhos vazios

Sorri quando tudo terminar
Quando nada mais restar
Do teu sonho encantador

Sorri quando o sol perder a luz
E sentires uma cruz
Nos teus ombros cansados doridos

Sorri vai mentindo a sua dor
E ao notar que tu sorris
Todo mundo irá supor
Que és feliz


(Charles Chaplin)

Desejo um lindo domingo com muito amor e carinho.
Abraços Eduardo Poisl
Me permita disse…
Oi, minha querida! Desculpe a demora em te visitar! Realmente, a passagem do tempo na nossa vida vai nos deixando marcas, cicatrizes, texturas... Mas, isso é inevitável! Acredito que tbm a ausência dessas texturas indica tbm que não vivemos... O importante é como lidamos com as marcas da vida e não exatamente as próprias marcas... Quero-te mais vezes por meu espaço.... Bjs!!!
Alvaro Oliveira disse…
Querida Amiga Christi

Tem um premio para ti amiga, passa em meu blog e recolhe.
" Prémio Amizade e Fidelidade"
na lateral ao cimo

Uma linda semana para ti
Um beijo

Alvaro
Van disse…
Mais constante ainda
é o desespero que nos cerca
acerca dessa pratica de sentir.

Saudades de vir aqui.
Van.
xcafedamadrugadax.blogspot.com

Postagens mais visitadas deste blog

Borboletas (Mário Quintana)

Borboletas
(Mário Quintana)
Quando depositamos muita confiança ou expectativas em uma pessoa, o risco de se decepcionar é grande.
As pessoas não estão neste mundo para satisfazer as nossas expectativas, assim como não estamos aqui, para satisfazer as dela.
Temos que nos bastar... nos bastar sempre, e quando procuramos estar com alguém, temos que nos conscientizar de que estamos juntos porque gostamos, porque queremos e nos sentimos bem, nunca por precisar de alguém.
As pessoas não se precisam, elas se completam... não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida.
Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com a outra pessoa, você precisa em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe também que aquela pessoa que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente, não é o homem ou a mulher de sua vida.
Você aprende a gostar de você, a cuidar de você, e principalmente a gostar de quem gosta de você.
O segredo é n…

Há para Todas as coisas, um Tempo determinado por Deus.

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu: . Há Tempo de nascer, e tempo de morrer; Tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou: . Tempo de matar, e tempo de curar: Tempo de derribar, e tempo de edificar: . Tempo de chorar, e tempo de rir: Tempo de prantear, e tempo de saltar: . Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras: Tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar: . Tempo de busca, e tempo de perder: Tempo de guardar, e tempo de deitar fora: . Tempo de rasgar, e tempo de coser: Tempo de estar calado, e tempo de falar: . Tempo de amar, e tempo de aborrecer: Tempo de guerra, e tempo de Paz. . Eclesiastes 3:1-8
Fotografia de Carol Silveiro http://www.flickr.com/photos/carolsilvestre/2943859815/

Troca-se pintinho por garrafa...rs

Retrospectivasdeinfância... . Era uma vez... Um carroceiro que passava gritando na rua: _ Trocam-se pintinhos por garrafa !!!! _Panela velha, ferro velho e garrafão. _Um garrafão vale 1 pintinho !!! . Quando ouvíamos isso, saíamos correndo gritando: _Mãe !!!! Me dá uma panela velha, um garrafão pra trocar pelo pintinho !!! Saíam as crianças todas da rua, cheias de panela, garrafas e ferro-velho para trocar pelos lindos pintinhos coloridos, de todas as cores e todos piando ao mesmo tempo, pra felicidade geral da criançada. . Eo carroceiro, muito malandramente, pegava uma quantidade que valeria no mínimo !!! uns 4 pintinhos, e na troca, só nos davam 1 ou no máximo 2 pintinhos. Mas, como éramos crianças, e não entendíamos de economia, um peso e duas medidas ou coisa do gênero.... Saíamos felizes da vida, uns com menos pintinhos, outros com uma caixa de papelão cheias deles, pra enlouquecerem as mamães. rsrs E as mães em pânico !!!! _Onde vamos botar tantos pintos ????? . Arrumávamos uma gaiola de passar…