Pular para o conteúdo principal

Marca...


O campo de rosas dos românticos
É um terreno de sensibilidades
De sempre amar ? Talvez...
De sempre ser inteiro nem que seja por um momento
De sempre ser sincero, principalmente consigo mesmo
.
O campo de rosas dos românticos
Não despejam flores nas datas marcadas e convencionais
Todo dia é marcado para ser único
E seus amantes são os mais cobiçados
Cobiçados? Sim, por seus amores...
Desejados e saboreados com fina textura
.
O olhar é a boca que lhes é falada
E a palavra é a música que embala
Nesse campo só entra com faro e determinação
Porque no amor, também se há dores, uns cansam...
Porque no amor, há muitos perfumes, se confundem...
É um clube fechado, que cada um tem a sua própria marca
.

Comentários

Alvaro Oliveira disse…
Minha amiga Christi!

a esta "Marca", eu vou
chama-la de Roseiral do Amor,
porque sendo a rosa a flor
dos amantes, só pode sentir-se
entre as rosas, os verdadeiros
amores.
É lindo este seu poema. Adorei.
Um dia feliz para si.

Um beijo

Alvaro
Isa disse…
Christi,bom dia Amiga.
Que lindo e que prazer vir até aqui.
Tão bonito que está o seu blog.
Beijo.
isa.
Romeu disse…
Amigo é aquele que o tempo não apaga,
a distância não separa e a maldade não destroi,
amigo é um ser diferente é aquele que está sempre presente
quando a solidão nos doí.
um abraço
Romeu
Gaby disse…
Christi,

Todo o motivo é bom para oferecer uma rosa! Adoro rosas e amei o texto e a imagem.
Beijos.
Serena Flor disse…
Passando por aqui pra deixar um largo sorriso e um beijo bem grandão pra ti viu!
Helô Müller disse…
Ahhh que linda descrição do amor ... ainda mais usando-se as rosas como referência !! Bela escolha, belas palavras !
Beijos perfumados !
Helô Müller

Postagens mais visitadas deste blog

Borboletas (Mário Quintana)

Borboletas
(Mário Quintana)

Quando depositamos muita confiança ou expectativas em uma pessoa, o risco de se decepcionar é grande.
As pessoas não estão neste mundo para satisfazer as nossas expectativas, assim como não estamos aqui, para satisfazer as dela.
Temos que nos bastar... nos bastar sempre, e quando procuramos estar com alguém, temos que nos conscientizar de que estamos juntos porque gostamos, porque queremos e nos sentimos bem, nunca por precisar de alguém.
As pessoas não se precisam, elas se completam... não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida.
Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com a outra pessoa, você precisa em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe também que aquela pessoa que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente, não é o homem ou a mulher de sua vida.
Você aprende a gostar de você, a cuidar de você, e principalmente a gostar de quem gosta de você.
O segredo é n…

Há para Todas as coisas, um Tempo determinado por Deus.

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu: . Há Tempo de nascer, e tempo de morrer; Tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou: . Tempo de matar, e tempo de curar: Tempo de derribar, e tempo de edificar: . Tempo de chorar, e tempo de rir: Tempo de prantear, e tempo de saltar: . Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras: Tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar: . Tempo de busca, e tempo de perder: Tempo de guardar, e tempo de deitar fora: . Tempo de rasgar, e tempo de coser: Tempo de estar calado, e tempo de falar: . Tempo de amar, e tempo de aborrecer: Tempo de guerra, e tempo de Paz. . Eclesiastes 3:1-8
Fotografia de Carol Silveiro http://www.flickr.com/photos/carolsilvestre/2943859815/

Troca-se pintinho por garrafa...rs

Retrospectivasdeinfância... . Era uma vez... Um carroceiro que passava gritando na rua: _ Trocam-se pintinhos por garrafa !!!! _Panela velha, ferro velho e garrafão. _Um garrafão vale 1 pintinho !!! . Quando ouvíamos isso, saíamos correndo gritando: _Mãe !!!! Me dá uma panela velha, um garrafão pra trocar pelo pintinho !!! Saíam as crianças todas da rua, cheias de panela, garrafas e ferro-velho para trocar pelos lindos pintinhos coloridos, de todas as cores e todos piando ao mesmo tempo, pra felicidade geral da criançada. . Eo carroceiro, muito malandramente, pegava uma quantidade que valeria no mínimo !!! uns 4 pintinhos, e na troca, só nos davam 1 ou no máximo 2 pintinhos. Mas, como éramos crianças, e não entendíamos de economia, um peso e duas medidas ou coisa do gênero.... Saíamos felizes da vida, uns com menos pintinhos, outros com uma caixa de papelão cheias deles, pra enlouquecerem as mamães. rsrs E as mães em pânico !!!! _Onde vamos botar tantos pintos ????? . Arrumávamos uma gaiola de passar…