Pular para o conteúdo principal

Trilho de querer...


Como máquina nas mãos do fotógrafo
Como folhas entregues á escrita ...
Como tinta infiltrada na tela branca
Assim queria que meu coração
Fosse o guarda
de todos os sentidos,
de todas as experiências
de todos os encontros, olhares de nós já vividos....
.
Como um registro impecavelmente indestrutível
Como carimbo em papéis timbrados
Queria a segurança do viver não esquecido
Que a força do relógio do passado
Nunca deixe de ser pontual.
De deixar nossas lembranças serem eternas
Do pulsar e no bater latente do nosso amor.
.
Irrevogáveis os momentos que já vivemos
Cada lembrança e saudade de nós.
Queria a máquina, a escrita e a arte
Dos vídeos ao nosso favor
Como se fôssemos atores principais de um filme...
Acompanhados a cada virada de cena
A brisa e a calmaria
O choro e a agonia
Atos que se encontram em nossa história.
.
Na viração do dia..
Os amantes se encontram...
.

Comentários

Alvaro Oliveira disse…
Admirável poema este
"Trilho do querer.
Adorei ler esta
sensibilidade do
sentimento.

Um abraço

Alvaro Oliveira
Mírian Mondon disse…
Parabens por seu blog e pelo belo poema. Voltarei com calma para conhecer seu blog com a atenção que ele merece!

Obrigada pelas gentis palavras no Café! Foi uma festa para nós e fico feliz que tenha gostado!

Abraços e até breve!
Fernanda! disse…
(Irrevogáveis os momentos que já vivemos
Cada lembrança e saudade de nós.)


Perfeito!

Menina! Mas ta tudo muito lindo aqui!


Bjos de luz!
Ernani Netto disse…
"De deixar nossas lembranças serem eternas
Do pulsar e no bater latente do nosso amor."

Lindo isso!

Bjaum
R.Vinicius disse…
A tanto tempo aqui não estou, mas torno neste momento a ler-te e me deparo com a tua sensível poesia a inundar a página.

Abraço,

R.Vinicius
ellen disse…
Christi,
normalmente quando as pessoas já começam a fazer parte diária do meu Blog ou mesmo se revelarem simpatia e educação, eu vou diretamente ao Blog delas fazer comentário mais pessoal :)
No seu caso além de ser esta situação também deixo quase sempre um agradecimento no post que me foi comentando. Até porque tem sido uma das minhas primeiras seguidoras e isso tem valor :)) Mas todos nós temos dias que nems empre dá para o fazer no próprio dia logo, passasse rssss.
Obrigada pela sua sempre tão gentileza.

Quanto à situação da sua amiga, entendo muito bem... sou Psic :)
e trabalho numa instituição Psiquiátrica...lido com eles diariamnete 8 horas por dia!
Sua amiga vai ter grande luta pela frente. Coragem e cumprir sempre a medicação coisa que não é facil nestes doentes.

Beijinho grande para si.
Adorei o texto e o novo designer do blog, sua criativadade é belíssima. Beijosssssssss

Postagens mais visitadas deste blog

Borboletas (Mário Quintana)

Borboletas
(Mário Quintana)

Quando depositamos muita confiança ou expectativas em uma pessoa, o risco de se decepcionar é grande.
As pessoas não estão neste mundo para satisfazer as nossas expectativas, assim como não estamos aqui, para satisfazer as dela.
Temos que nos bastar... nos bastar sempre, e quando procuramos estar com alguém, temos que nos conscientizar de que estamos juntos porque gostamos, porque queremos e nos sentimos bem, nunca por precisar de alguém.
As pessoas não se precisam, elas se completam... não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida.
Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com a outra pessoa, você precisa em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe também que aquela pessoa que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente, não é o homem ou a mulher de sua vida.
Você aprende a gostar de você, a cuidar de você, e principalmente a gostar de quem gosta de você.
O segredo é n…

Há para Todas as coisas, um Tempo determinado por Deus.

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu: . Há Tempo de nascer, e tempo de morrer; Tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou: . Tempo de matar, e tempo de curar: Tempo de derribar, e tempo de edificar: . Tempo de chorar, e tempo de rir: Tempo de prantear, e tempo de saltar: . Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras: Tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar: . Tempo de busca, e tempo de perder: Tempo de guardar, e tempo de deitar fora: . Tempo de rasgar, e tempo de coser: Tempo de estar calado, e tempo de falar: . Tempo de amar, e tempo de aborrecer: Tempo de guerra, e tempo de Paz. . Eclesiastes 3:1-8
Fotografia de Carol Silveiro http://www.flickr.com/photos/carolsilvestre/2943859815/

Troca-se pintinho por garrafa...rs

Retrospectivasdeinfância... . Era uma vez... Um carroceiro que passava gritando na rua: _ Trocam-se pintinhos por garrafa !!!! _Panela velha, ferro velho e garrafão. _Um garrafão vale 1 pintinho !!! . Quando ouvíamos isso, saíamos correndo gritando: _Mãe !!!! Me dá uma panela velha, um garrafão pra trocar pelo pintinho !!! Saíam as crianças todas da rua, cheias de panela, garrafas e ferro-velho para trocar pelos lindos pintinhos coloridos, de todas as cores e todos piando ao mesmo tempo, pra felicidade geral da criançada. . Eo carroceiro, muito malandramente, pegava uma quantidade que valeria no mínimo !!! uns 4 pintinhos, e na troca, só nos davam 1 ou no máximo 2 pintinhos. Mas, como éramos crianças, e não entendíamos de economia, um peso e duas medidas ou coisa do gênero.... Saíamos felizes da vida, uns com menos pintinhos, outros com uma caixa de papelão cheias deles, pra enlouquecerem as mamães. rsrs E as mães em pânico !!!! _Onde vamos botar tantos pintos ????? . Arrumávamos uma gaiola de passar…