Pular para o conteúdo principal

A menina-mulher e seus ursos...


Ela cresceu com um urso na mão
Seu corpo ainda menina seu herói tocou
Lhe deu boa noite querida, por muito tempo
Seu monstro particular ainda estava adormecido
O urso que nele habitava não era de pelúcia
Era um urso enorme e cheio de garras
Chamado Abuso sexual
.
A menina se deparou com o grito ainda preso
E com a voz que não saiu, seu corpo foi tocado pelo herói
Socorro !!! A voz não saía ....
Me ajude mãe !!! A voz não saía...
Dói !!! A voz não saía ...!!!
Anos e anos e ela ficou presa em um quadro de pânico e terror
Onde seu grito era abafado no travesseiro
E seu urso de pelúcia somente era o observador
Do que uma imagem bonita podería ser...Mas não era...
.
Destruída em alma, por dentro e por fora
A mulher crescia num corpo que não era seu
A criança que foi adormecida, pra ser despertada em desejos imundos
Fez o relógio estacionar o ponteiro, e não evoluiu
Por anos perambulou com seu ursinho na mão
Entre becos e abismos que não conseguia expressar
Psicólogos, Psiquiatras, tentavam entender a menina e seu ursinho
Sua voz estava presa aos gritos que não conseguiu dar....
.
Como os papéis podem se inverter ?
Nasceu para ser protegida por alguém que Deus destinou pra isso
Pai !
Paizinho ! Aba Pai ! Seu lamento subia em incensos de uma voz que era uma lágrima
Nos odres colhidos
Hoje seu urso cheio de dentes ainda à visita, e fragmenta a dor que nunca passou
Desdo primeiro toque doentio que deu em sua própria filha
Socorro !!!!..... Ainda....
a voz não sai....!!!
.
Abuso Sexual dentro de casa
.
Não vou entrar em estatísticas, mas tem coisas que deveríamos pensar, a quantidade de pais que fazem isso, no caladinho das madrugadas e fazem delas, o terror noturno de seus filhos.
É tão macabro e arrepiante, que as mães nem se dão conta, que podem existir dentro de seus maridos, ursos cheios de dentes e garras, misturado ao disfarçado caladinho da voz suave do dia a dia, a imagem que na frente dos outros tem que ser precisa, personalizada, identificada na figura de Pai ....
Isso não é regra, Graças a Deus por isso !
Mas isso acontece com tanta e tanta freqüência, que as estatísticas ficam anos luz atrás das verdades das histórias dessas meninas que viram mulheres cheias de estigmas e dores na alma, que não há remédio fácil , e muitas das vezes nem anos de análise reconstrói...
Ao falar dentro de mim, a fúria toma conta de mim, meu senso de justiça é algo que me toma, mas o que fazer ?
Minhas entrelinhas nessas palavras quase gritam, quase falam...!!!
Se olhamos os noticiários de Tv, de rádio, de internet, de jornais, vemos que os vizinhos tem ajudado muito nisso, nem sempre os de dentro de casa observam da forma que deveríam, os atos, os olhares, Óh Deus, como falam os olhares, e não usam dessa arma !!!
E a mãe omissa, metida em trabalhos e subterfúgios de existência, não observa que o inimigo dorme ao seu lado....
Uma postagem de um domingo tão lindo, podería ser outro, mas o que está em mim, é esse aqui.
.

Comentários

Isa disse…
Obrigada por trazeres aqui um problema gravíssimo que está em
tantos lares.
Em Portugal há vários casos a saber-se,todas as semanas.
É angustiante.
Beijo.
isa.
Alvaro Oliveira disse…
Amiga Christi

Um poema... um alerta...
um despertar consciências
para um problema que na
actualidade está a ser um
flagelo numa grande parte
deste mundo que mais se
assemelha a uma selva.

Que tenha um bom Domingo.

Um beijo

Alvaro
€ster disse…
Parabens, por essa postagem de responsabilidade e consciência social!

Querida, Estou passando para pedir um favorzinho, se der para vc votar no blog Esterança nesse link abaixo, ficarei muito agradecida!

http://elainegaspareto.blogspot.com/


Obrigada, viu...!



bjs!
Ernani Netto disse…
Maravilhoso o texto! Apesar de todo o peso que se carrega nesse assunto!

Muito interessante senpre se aprofundar sobre o que não presenciamos em nossas casas!

Bjaum
Triste poema.Mais triste a realidade!Cruel,terrível realidade que não cabe nas estatísticas e provoca estragos irreparáveis.

Você,Christi,está sempre nos trazendo temas importantes,com o olhar meigo da poesia.Parabéns.

Que você tenha conseguido distrair a sua mente e alcançado alguma nuvem de paz.
Um bom fim de domingo.
Beijos e beijos.
Christi... disse…
Oi gente, cheguei agora pouco, o vento estava forte, só teve um vôo, mas meio perigoso, não me arrisquei não... Deixei para os profissas mesmo.
Mas distraí um pouco a cabeça, o coração estava um pouco dentro desse assunto, que com coração e alerta coloquei aqui pra todos nós.

Beijinhos Isa, Alvaro, Ester, Ernani e meu querido Amarísio
Sempre comigo aqui...
Um dos poemas mais chocantes que já li, acredito sim que esse espaço seja pra nos lembra de realidades tão cruéis como o abuso sexual.

Beijosssssssss
Mateus Araujo disse…
O texto é ótimo porém o assunto não dos animadores...
Sua abordagem foi de grande moral e ética, estou admirado Christi!
É um problema que por mais que não queiramos ainda existe.
=/

Bjo
♥¹²³¹²

Postagens mais visitadas deste blog

Borboletas (Mário Quintana)

Borboletas
(Mário Quintana)
Quando depositamos muita confiança ou expectativas em uma pessoa, o risco de se decepcionar é grande.
As pessoas não estão neste mundo para satisfazer as nossas expectativas, assim como não estamos aqui, para satisfazer as dela.
Temos que nos bastar... nos bastar sempre, e quando procuramos estar com alguém, temos que nos conscientizar de que estamos juntos porque gostamos, porque queremos e nos sentimos bem, nunca por precisar de alguém.
As pessoas não se precisam, elas se completam... não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida.
Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com a outra pessoa, você precisa em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe também que aquela pessoa que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente, não é o homem ou a mulher de sua vida.
Você aprende a gostar de você, a cuidar de você, e principalmente a gostar de quem gosta de você.
O segredo é n…

Há para Todas as coisas, um Tempo determinado por Deus.

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu: . Há Tempo de nascer, e tempo de morrer; Tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou: . Tempo de matar, e tempo de curar: Tempo de derribar, e tempo de edificar: . Tempo de chorar, e tempo de rir: Tempo de prantear, e tempo de saltar: . Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras: Tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar: . Tempo de busca, e tempo de perder: Tempo de guardar, e tempo de deitar fora: . Tempo de rasgar, e tempo de coser: Tempo de estar calado, e tempo de falar: . Tempo de amar, e tempo de aborrecer: Tempo de guerra, e tempo de Paz. . Eclesiastes 3:1-8
Fotografia de Carol Silveiro http://www.flickr.com/photos/carolsilvestre/2943859815/

Troca-se pintinho por garrafa...rs

Retrospectivasdeinfância... . Era uma vez... Um carroceiro que passava gritando na rua: _ Trocam-se pintinhos por garrafa !!!! _Panela velha, ferro velho e garrafão. _Um garrafão vale 1 pintinho !!! . Quando ouvíamos isso, saíamos correndo gritando: _Mãe !!!! Me dá uma panela velha, um garrafão pra trocar pelo pintinho !!! Saíam as crianças todas da rua, cheias de panela, garrafas e ferro-velho para trocar pelos lindos pintinhos coloridos, de todas as cores e todos piando ao mesmo tempo, pra felicidade geral da criançada. . Eo carroceiro, muito malandramente, pegava uma quantidade que valeria no mínimo !!! uns 4 pintinhos, e na troca, só nos davam 1 ou no máximo 2 pintinhos. Mas, como éramos crianças, e não entendíamos de economia, um peso e duas medidas ou coisa do gênero.... Saíamos felizes da vida, uns com menos pintinhos, outros com uma caixa de papelão cheias deles, pra enlouquecerem as mamães. rsrs E as mães em pânico !!!! _Onde vamos botar tantos pintos ????? . Arrumávamos uma gaiola de passar…