Pular para o conteúdo principal

O Grande sol da manhã....


No grande dia em que se despiu de princesa
Abriu a janela e deparou-se com um mundo...
Sonhos...Expectativas...
Sua vestimenta lhe cobria de majestade
Sentia-se naquele momento em plena magia
Era ela, a noiva de branco.
.
Um verdadeiro filme passou diante de seus olhos
Cada detalhe estava gravado em sua mente
O encontro, O noivado, Os pormenores, Os preparativos
.
O aroma da noiva era de Flor de Laranjeira
Sua calda arrastava meio mundo de vida e projetos
É a noiva luz do sol daquela manhã
Coroada antes mesmo da posse.
.
Era ela... A possuídora do sonho de sua classe feminina
Ninguém podería ser capaz de tirar seu brilho, seu brio...
Ninguém...Se não fosse o porém do momento cadente
De uma estrela que estava pronta a brilhar com todo seu esplendor
.
Ao adentrar pela igreja, com uma música que a chamava de Maria
Eram...
A noiva
O altar
O Sacerdote
Os Convidados
.
Olhando ao seu redor com um sorriso de quem estava saciada e ora com sede
Como estátua e escultura de um vidro nobre
Carregando uma jóia, estava ela...
No desfile daquele tapete vermelho
Era a figura móvel do sonho de mulher.
.
Na metade de seu elegante trajeto pré-núpcial
Observou por relances
Em sua breve passagem, os rostos, os semblantes
Da trilha que a levava ao púlpito da realeza
No entanto ...
Eram tristes e lacrimais os olhares que deles vinham...
.
Mirou á frente
O Altar !
O Sacerdote !
Os Convidados !
E não via o seu amado
Seu lugar estava vazio
E ninguém podería ocupar e nada encontrou...
Vazio lugar
Vazia ficou...
.
Suas vestes se tornaram em pó
Diante de sua dor e solidão
A música ficou fúnebre
E o sol que momentos antes brilhou, parou ali, ofuscou, virou bola de sangue...
Era o último sol que ela apreciaría
Antes de desistir de ser...
.
Abandonada
Ficou naquele lugar...
E tudo que queria era estar longe
No entanto, tão perto estavam...dói...
No entanto, tantos eram...dói...
Aquela noiva de branco, apenas queria...
Vestir-se de cinzas e chorar
.
Sumir...Acordar...Queria o tempo voltar
O Sonho despertar, mudar o relógio, os ponteiros
A posição do sol, de si, de tudo
Queria a segunda chance
De contemplar novamente...
Aquela manhã de coroação prévia

Comentários

QUERIDA CRHIS, BELÍSSIMO TEXTO... MOMENTANEAMENTE TRISTE, SERÁ VERDADE OU FICÇÃO ?
SEJA COMOFOR É UMA BELA COMPOSIÇÃO,
UM GRANDE ABRAÇO DE CARINHO,
FERNANDINHA
Isa disse…
Chris,você chegou.K bom!!
Senti a falta.
Tristinha? Ñ sei.
Nostálgica?
Só você sabe!
Beijoo.
isa.
Déia Arakaki disse…
Oi Crhis!!

Nossa que composição mais triste!!
Mais infelizmente um fato da vida, do cotidiano , coisas que acontecem por esse mundão á fora!!
Post nostalgico triste mais muito bem feito!!

beijos
Chris,

O seu texto é lindo,mesmo trazendo uma história triste.
Lembrei-me de uma música do João Bosco,"Das Dores do Oratório",que
conta uma história,baseada em fatos reais,de uma noiva abandonada no altar,numa cidadezinha perto de Ponte Nova,terra do cantor e compositor.Talvez você a conheça.Termina assim:
"Esquecer,quem há de esquecer
O sol dessa tarde...hum!
Sol a gritar."

Quanta inspiração,minha querida!

Obrigado pelas suas doces e gentis palavras em meu recanto.É meu desejo vir sempre aqui e tê-la sempre por lá.
Beijos carinhosos.
Tatiana disse…
Chris...
quantas vezes idealizamos um momento lindo e especial e se transforma em pó...em nada!
Eu só espero minha amiga, que aqui seja apenas palavras compondo um poema...e não palavras da dor de um coração!

Beijos repletos de meu carinho
Lindo , porém triste.
Mas a tristeza faz parte de nossas vidas, apesar nunca aceitamos.

Beijossssss
Chris disse…
Olá queridos, apenas a história de um cotidiano, que acontece ao nosso redor, um pedacinho de dores de pessoas

Amo vcs.

Postagens mais visitadas deste blog

Borboletas (Mário Quintana)

Borboletas
(Mário Quintana)

Quando depositamos muita confiança ou expectativas em uma pessoa, o risco de se decepcionar é grande.
As pessoas não estão neste mundo para satisfazer as nossas expectativas, assim como não estamos aqui, para satisfazer as dela.
Temos que nos bastar... nos bastar sempre, e quando procuramos estar com alguém, temos que nos conscientizar de que estamos juntos porque gostamos, porque queremos e nos sentimos bem, nunca por precisar de alguém.
As pessoas não se precisam, elas se completam... não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida.
Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com a outra pessoa, você precisa em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe também que aquela pessoa que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente, não é o homem ou a mulher de sua vida.
Você aprende a gostar de você, a cuidar de você, e principalmente a gostar de quem gosta de você.
O segredo é n…

Há para Todas as coisas, um Tempo determinado por Deus.

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu: . Há Tempo de nascer, e tempo de morrer; Tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou: . Tempo de matar, e tempo de curar: Tempo de derribar, e tempo de edificar: . Tempo de chorar, e tempo de rir: Tempo de prantear, e tempo de saltar: . Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras: Tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar: . Tempo de busca, e tempo de perder: Tempo de guardar, e tempo de deitar fora: . Tempo de rasgar, e tempo de coser: Tempo de estar calado, e tempo de falar: . Tempo de amar, e tempo de aborrecer: Tempo de guerra, e tempo de Paz. . Eclesiastes 3:1-8
Fotografia de Carol Silveiro http://www.flickr.com/photos/carolsilvestre/2943859815/

Troca-se pintinho por garrafa...rs

Retrospectivasdeinfância... . Era uma vez... Um carroceiro que passava gritando na rua: _ Trocam-se pintinhos por garrafa !!!! _Panela velha, ferro velho e garrafão. _Um garrafão vale 1 pintinho !!! . Quando ouvíamos isso, saíamos correndo gritando: _Mãe !!!! Me dá uma panela velha, um garrafão pra trocar pelo pintinho !!! Saíam as crianças todas da rua, cheias de panela, garrafas e ferro-velho para trocar pelos lindos pintinhos coloridos, de todas as cores e todos piando ao mesmo tempo, pra felicidade geral da criançada. . Eo carroceiro, muito malandramente, pegava uma quantidade que valeria no mínimo !!! uns 4 pintinhos, e na troca, só nos davam 1 ou no máximo 2 pintinhos. Mas, como éramos crianças, e não entendíamos de economia, um peso e duas medidas ou coisa do gênero.... Saíamos felizes da vida, uns com menos pintinhos, outros com uma caixa de papelão cheias deles, pra enlouquecerem as mamães. rsrs E as mães em pânico !!!! _Onde vamos botar tantos pintos ????? . Arrumávamos uma gaiola de passar…